Clérigo Abu Hamza se declara inocente

O clérigo muçulmano Abu Hamza al-Masri, extraditado pela Grã-Bretanha aos EUA sexta-feira, declarou-se inocente das 11 acusações de terrorismo feitas por Washington. Ele é acusado de participar do sequestro de 16 turistas no Iêmen em 1998, de apoiar a Al-Qaeda e de tentar instalar um campo de treinamento de terroristas em Oregon. A juíza Katherine Forrest marcou para 26 de agosto de 2013 o início do julgamento do clérigo, que ficou conhecido por discursos radicais na mesquita de Finsbury Park.

O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.