Clérigo sunita morre em ataque suicida na Síria

A televisão síria informou que um suicida detonou os explosivos que levava junto ao corpo no interior de uma mesquita em Damasco, matando um importante clérigo sunita que era um antigo partidário do presidente Bashar Assad.

Agência Estado

21 de março de 2013 | 15h25

Segundo a emissora, o xeque Mohammad Said Ramadan al-Buti foi morto após a explosão na mesquita de Eman, no distrito central de Mazraa. Não foram divulgados mais detalhes, mas é possível que mais pessoas tenham morrido, já que o templo estava lotado de fiéis que foram ao local para fazer suas orações. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriasuicidaclérigomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.