Clínicas de aborto recebem envelopes com pó branco

Pelo menos 110 clínicas de aborto e postos pertencentes à entidade Planned Parenthood espalhadas pelos Estados Unidos receberam envelopes pelo correio contendo um pó branco, informam funcionários da clínica. Dois dos envelopes foram testados por autoridades de saúde e investigadores locais. Nenhum deles continha antraz, garantiram as autoridades. Os envelopes foram postados em cinco Estados diferentes e não eram endereçados a nenhuma pessoa em especial, contou Gloria Feldt, presidente da Planned Parenthood. De acordo com ela, cerca de 90 envelopes foram enviados para locais onde funciona a instituição. Outros 20 envelopes foram enviados a clínicas de aborto independentes, dizia um comunicado da Associação Norte-Americana de Aborto. "Os envelopes eram muito bem feitos e continham endereços de agências de segurança", comentou Feldt. "Eles traziam impressa a inscrição ´informação confidencial urgente.´" O FBI e as agências locais de segurança investigavam a origem dos envelopes. Feldt disse que a maior parte das clínicas continuava funcionando normalmente. "Aprendemos que para combater o terrorismo interno, continuar com nossas tarefas é a melhor forma de reagir", afirma. Trotes envolvendo antraz transformaram-se em incidentes relativamente comuns nos últimos anos contra a Planned Parenthood e clínicas de aborto. Em 1998, cartas que supostamente continham antraz foram enviadas a oito clínicas de aborto em quatro Estados do centro-oeste dos Estados Unidos. Em 1999, pelo menos 14 cartas com ameaça de antraz foram enviadas a clínicas de aborto de todo o país, que as autoridades comprovaram tratar-se de trote. Leia o especial

Agencia Estado,

16 Outubro 2001 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.