Clinton faz 1ª aparição fora dos EUA

O ex-presidente norte-americano BillClinton fez sua primeira aparição fora dos Estados Unidos desdeque deixou a Casa Branca em um discurso proferido nestasegunda-feira para empresários europeus que pagaram mais de3.000 guilderes (cerca de US$ 1.200) para vê-lo. Antes da palestra, ele participou de um almoço para pouco maisde 10 convidados - cada um pagou 25.000 guilderes (US$ 10.000)pela conversa semiprivativa. "Ele estava muito tranqüilo. Era como conversar com o vizinhosobre a cerca", disse o empresário holandês Harry Mens. "Foium dinheiro muito bem aplicado." Entre os pratos, Clinton rodou pelas três mesas. Ele falousobre a economia dos Estados Unidos e criticou o plano de cortede impostos do presidente George W. Bush. A imprensa foi proibida de cobrir as viagens de Clinton àAlemanha e à Dinamarca, durante o fim de semana. Na semanapassada, nos Estados Unidos, os jornalistas também não puderamacompanhar uma conversa do ex-presidente com donos de hotéisasiáticos, pela qual Clinton cobrou US$ 100.000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.