Clinton homenageia Gandhi

Em homenagem ao líder da independência indiana, o ex-presidente norte-americano Bill Clinton conversou nesta quinta-feira com um grupo de jovens embaixo de uma árvore na casa do mahatma Mohandas Gandhi. Gandhi, que em 1947 conseguiu libertar a Índia da Grã-Bretanha, costumava descansar e reunir-se com seus seguidores sob a mesma árvore há 60 anos, no jardim de sua casa empoeirada situada em Ahmadabad, capital do Estado de Gujarat. Clinton conversou com o grupo de jovens sobre a importância deles no mundo de hoje. O ex-presidente dos Estados Unidos lembrou a eles que Gandhi era um defensor dos serviços comunitários e da auto-suficiência dos vilarejos indianos. "Os jovens devem estar mais envolvidos nos trabalhos voluntários", afirmou. Clinton visita a Índia para levantar dinheiro para ajudar as milhares de vítimas do mais grave terremoto ocorrido no país em 50 anos. "Meu único objetivo é trabalhar o máximo possível e levantar tanto dinheiro quanto puder para ajudar as vítimas", afirmou. Um terremoto de 7,7 graus na escala Richter, ocorrido em 26 de janeiro, devastou Gujarat, deixando um número estimado de 30.000 mortos e cerca de 1 milhão de desabrigados. Durante a visita de Clinton, Prutha Desai, uma garota de 12 anos cujo braço foi amputado depois de ela ter passado 32 horas sob os escombros do terremoto, deu ao ex-presidente um quadro pintado por ela. "É muito bonito. Vou colocar na parede de casa", disse Clinton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.