Reuters
Reuters

Hillary vence primárias em Kentucky e fica mais próxima de conseguir nomeação oficial

Com a vitória, ex-secretária de Estado precisa de apenas 92 delegados para conseguir a indicação do Partido Democrata para disputar a Casa Branca. Sanders e Trump lideraram em Oregon

O Estado de S. Paulo

18 Maio 2016 | 08h52

WASHINGTON - Os pré-candidatos democratas à Presidência dos EUA Hillary Clinton e Bernie Sanders dividiram vitórias nas duas primárias do partido na terça-feira, em mais uma demonstração da divisão da legenda antes da eleição geral de novembro.

Hillary venceu Sanders em Kentucky por margem apertada, em um Estado onde não era esperada sua vitória. Autoridades locais declararam a ex-primeira-dama como “ganhadora extraoficial”, mas de acordo com a primeira apuração, a diferença de votos entre os dois foi de pouco mais de 1 mil votos.

Sanders venceu em Oregon. “Alcançamos uma grande vitória em Washington, acabamos de ganhar no Oregon e ganharemos na Califórnia. Estou gostando da Costa Oeste", exclamou o senador durante um comício em Carson, na Califórnia, após saber dos resultados em Oregon.

Segundo um levantamento do jornal The New York Times, Hillary conta atualmente com 2.291 delegados (incluindo os superdelegados), restando apenas 92 para conseguir oficialmente a nomeação do partido. Já Sanders obteve até agora 1.528 delegados e ainda precisa de 855 para conseguir a indicação. Ele teria que conquistar até o fim das primárias 91,93% de todos os delegados ainda em jogo para ser indicado.

A próxima primária do Partido Democrata será em 7 de junho, na Califórnia, onde Hillary deve ser oficializada como a candidata democrata para enfrentar o provável concorrente republicano Donald Trump.

Republicanos. O magnata Donald Trump, único pré-candidato que permanece nas prévias do Partido Republicano e virtual indicado para as eleições presidenciais nos EUA, venceu na terça-feira a disputa realizada em Oregon, segundo as projeções dos principais veículos de imprensa americanos.

Essa foi a terceira vitória do empresário nas primárias depois que seus dois últimos rivais, Ted Cruz e John Kasich, decidiram abandonar a disputa. O New York Times aponta que Trump conta neste momento com 1.161 delegados, restando apenas 76 para conseguir a indicação oficial do partido. /Reuters e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.