Clubes de strip-tease fazem alistamento eleitoral nos EUA

Proprietários de clubes de strip-tease passaram a pedir aos fregueses que parem de olhar para o palco por alguns minutos, a fim de preencher formulários de alistamento eleitoral, e então votem contra o presidente George W. Bush no pleito de novembro. ?Não é que no nosso ramo a gente ame John Kerry ou algo assim?, disse Dave Manack, editor-associado da E.D. Publications, que faz a revista Exotic Dancer (Dançarina Exótica). ?Mas se George Bush for reeleito, nosso ramo pode sofrer muito?.Temendo que os conservadores no poder desliguem a luz néon para sempre, um sindicato patronal de clubes noturnos para adultos pediu que os donos dos estabelecimentos façam o alistamento eleitoral de funcionários e clientes, exortando-os em seguida a votar contra Bush.Micheal Ocello, presidente da Associação de Executivos de Clubes, disse que seu grupo crê que o estilo de conservadorismo do presidente é ruim para os negócios. Heather Layman, porta-voz do comitê nacional do partido de Bush, o Republicano, disse não saber por que o negócio de strip considera o presidente hostil, mas ?tenho de admitir que donos de clubes noturnos não são um grupo que visamos? na propaganda eleitoral.Clubes noturnos para adultos faturam US$ 15 bilhões ao ano e empregam entre 500.000 e 750.000 pessoas, diz Dave Manack.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.