CNN divulga novo vídeo de Bin Laden, líder da Al-Qaeda

Rede de TV americana diz que não pôde comprovar autenticidade da gravação

Reuters e Efe

15 Julho 2007 | 14h00

O líder da rede terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, apareceu em novo vídeo, divulgado no último sábado, 14. Na gravação o extremista exalta o martírio como uma arma e um caminho para a glória para muçulmanos, segundo informou a rede CNN. A CNN, que ressaltou não ter comprovado a autenticidade do vídeo de 40 minutos, afirmou em sua página na Internet que não havia indicação de onde ou quando a filmagem teria sido realizada. O vídeo teria sido interceptado antes de sua divulgação em sites islâmicos radicais na Internet. A rede de notícias, que traduziu a gravação do árabe para o inglês, afirmou que o vídeo tinha imagens antigas embora ele tenha sido compilado nas últimas quatro semanas. O lugar onde aparece bin Laden é parecido ao de vídeos divulgados anteriormente aos ataques de 11 de setembro de 2001 aos EUA. Supõe-se que seja algum lugar próximo à fronteira do Paquistão com o Afeganistão, onde, segundo um relatório americano revelado na última semana, a Al-Qaeda tem se fortalecido. Octavia Nasr, especialista da CNN para assuntos árabes, disse que Bin Laden aparece apenas em uma parte do vídeo que dura 50 segundos, quando assegura que o profeta Maomé havia desejado ser um mártir. "O que é este Estado que o melhor ser humano quis para si mesmo?, pergunta Bin Laden, segundo a CNN. "Ele queria ser um mártir. Ele mesmo disse: Por Ele em cujas mãos está minha vida, adoraria atacar e ser martirizado." "Este profeta glorioso que se inspirou em Deus resumiu toda sua vida nestas palavras. Ele desejou para si mesmo essa condição. Feliz de quem foi eleito por Deus como mártir", afirmou Bin Laden, de acordo com a tradução da CNN. A última mensagem de Bin Laden em vídeo havia sido anunciada no dia 30 de junho de 2006.

Mais conteúdo sobre:
Bin Laden

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.