Co-presidência dos Kirchner é aprovada

Pesquisa divulgada ontem revelou que 66% dos argentinos consideram que, em seu eventual governo, a primeira-dama Cristina Kirchner compartilharia de todas as decisões com seu marido, o presidente Néstor Kirchner, que se transformaria em uma espécie de "co-presidente". Entre os entrevistados, 56% consideram que esse governo dual seria positivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.