Alessandro Di Meo/Efe
Alessandro Di Meo/Efe

Coalizão de Berlusconi sai fortalecida de eleições regionais na Itália

Conservadores venceram em duas regiões controladas pela oposição e mantiveram outras quatro

Agência Estado e Associated Press

30 de março de 2010 | 08h58

ROMA - A coalizão do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, obteve um triunfo significativo nas recentes eleições regionais da Itália, realizadas no domingo e na segunda-feira. Os resultados finais, divulgados nesta terça, 29, mostram o grupo do premiê vencendo em áreas importantes e também retomando o controle de zonas da oposição.

Os candidatos conservadores aliados de Berlusconi, da Liga Norte, venceram na região de Lazio, que inclui a capital, e no Piemonte, uma zona no norte industrializado do país. Essas duas áreas foram tomadas da oposição, o que representa um grande triunfo político para o primeiro-ministro.

As eleições eram apontadas como um teste de popularidade para Berlusconi, quase dois anos após ele iniciar seu novo governo. Os conservadores ganharam em seis regiões e conseguiram uma forte melhoria, em comparação com a situação anterior à disputa eleitoral. Já a oposição de centro-esquerda manteve sete regiões sob seu controle.

 

O primeiro-ministro, que está no segundo ano de seu atual governo, pediu aos italianos que demonstrassem seu apoio a ele. Berlusconi enfrenta um período complicado no qual sua taxa de aprovação caiu. O premiê espera renovar seu mandato para aprovar reformas controversas, dentre elas as alterações no Judiciário.

 

Abstenção

 

O comparecimento dos eleitores às urnas, na Itália, foi de 65%. O índice é 7% menor do que nas últimas eleições regionais, em 2005. Cerca de 41 milhões de italianos, de uma população de 60 milhões, estavam aptos a votar. As eleições foram realizadas em 13 das 20 regiões italianas.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaeleiçõesBerlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.