Coalizão de esquerda vence eleição geral na Islândia

A coalizão de esquerda da Islândia venceu a eleição geral no país, de acordo com resultado final divulgado hoje, marcando a derrota do Partido Independência, pró empresas, considerado por muitos eleitores como o responsável pelo colapso do sistema bancário islandês.

AE-AP, Agencia Estado

26 de abril de 2009 | 10h03

Os resultados mostram que a coalizão de esquerda composta pela Aliança Social Democrata e o Movimento Verde de Esquerda obteve 34 dos 63 assentos no Parlamento.

Todas as cinco seções eleitorais completaram a contagem com 97,9% dos votos apurados. Os sociais democratas conquistaram 30,5% dos votos, ou 20 assentos no Parlamento, enquanto o Movimento Verde de Esquerda obteve 21,5%, ou 14 assentos. Há tempos, os dois partidos anunciaram a intenção de formar um governo de coalizão.

O Partido Progressista recebeu 14% dos votos, ou 9 assentos, enquanto o Movimento dos Cidadãos obteve 7,2% dos votos, ou 4 assentos. "Os resultados (da eleição) dão aos sociais democratas uma forte posição e coloca pressão sobre o Movimento Verde de Esquerda", disse o analista político Egill Helgason.

Os Social Democrata e o Verde de Esquerda são parte de um governo provisório que tomou posse em fevereiro com a queda da administração conservadora anterior em razão dos protestos públicos gerados pelo colapso econômico. A coalizão de esquerda é liderada pela primeira-ministra interina Johanna Sigurdardottir. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
ISLÂNDIAELEIÇÃORESULTADO FINAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.