Coalizão diz ter 7.000 prisioneiros no Afeganistão

Cerca de 7.000 talebans e membros detidos da Al-Qaeda estão presos no Afeganistão, informou, nesta sexta-feira, o porta-voz da coalizão antiterrorismo liderada pelos EUA, o ex-embaixador americano no Catar Kenton Keith.Esta é a primeira vez que a coalizão apresenta um número de detidos. Anteriormente, o Pentágono havia sugerido que poderia haver entre 5.000 e 6000 pessoas sob custódia no Afeganistão, no início desde mês.Isto foi antes da batalha de Tora Bora, último bastião da Al-Qaeda, onde centenas de guerreiros foram de detidos, e outras centenas conseguiram fugir. Muitos foram capturados mais tarde no Paquistão.Não foi dada nenhuma informação sobre os locais onde os prisioneiros estão sendo mantidos, ou quantos oficiais estão entre eles. "Acabamos de receber a informação de fontes afegãs e achamos que deveríamos passá-la para frente", afirmou o porta-voz da coalizão.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.