Coalizão está pronta para agir contra Kadafi, diz Obama no Brasil

Ao lado de Dilma, presidente americano defende a necessidade de proteger o povo líbio do ditador

Luiz Raatz - estadão.com.br,

19 de março de 2011 | 13h19

Obama discursa ao lado de Dilma em Brasília. Foto: Dida Sampaio/AE  

SÃO PAULO- O presidente dos EUA, Barack Obama, disse neste sábado, 19, que a coalizão de países ocidentais e árabes está pronta para agir na Líbia e que o povo do país precisa ser protegido dos abusos do ditador Muamar Kadafi. Obama discursou durante visita oficial ao Brasil, ao lado da presidente Dilma Roussef.

Veja também:

especialTwitter: Acompanhe os relatos de Lourival Sant'anna

especialLinha do Tempo: 40 anos de ditadura na Líbia

blog Arquivo: Kadafi nas páginas do Estado

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

Nosso consenso foi forte e nossa decisão é clara. O povo da Líbia precisa ser protegido e, na ausência de um fim imediato à violência contra civis, nossa coalizão está preparada para agir e agir com urgência", disse Obama.

Em Paris, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse que o regime de Kadafi perdeu toda legitimidade e confirmou que a resolução da ONU será implementada. "Mais atrasos apenas colocariam mais civis em risco", afirmou, em entrevista transmitida pela CNN.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.