Coalizão mata 30 militantes do Taleban no Afeganistão

Soldados afegãos e das forças internacionais mataram 30 militantes na província afegã de Helmand, onde o Taleban controla vários distritos, segundo militares dos Estados Unidos. O combate ocorreu no distrito de Gereshk, onde um parlamentar anti-Taleban foi morto no mesmo dia por uma bomba colocada pelos insurgentes. O Exército do Afeganistão liderou uma patrulha de soldados na área onde se sabe que os militantes operam, disseram os militares norte-americanos, num comunicado. "A patrulha foi atacada por numerosos militantes armados com muitas armas leves e lançadores de granadas."

AE, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 07h59

Depois de garantir que não havia a presença de civis, "o elemento combinado respondeu à artilharia com armas e apoio aéreo próximo, matando 30 militantes", diz o comunicado. Ontem, o parlamentar anti-Taleban Dad Mohammad Khan foi morto, juntamente com três de seus guarda-costas e um policial veterano, quando uma bomba atingiu o veículo em que ele estava, em Gereshk. O Taleban assumiu a responsabilidade pelo atentado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoviolênciamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.