Coca-Cola é acusada de ligação com milícias

Um sindicato colombiano iráentrar com processo nos Estados Unidos contra a Coca-ColaCompany e suas companhias engarrafadoras na Colômbia. De acordo com o sindicato e seu advogado, a acusação é de que a companhia viola os direitos humanos. A Coca-Cola negou a acusação de que as engarrafadoras locaisda companhia têm acertos com grupos paramilitares colombianos etêm responsabilidade na morte de um membro do sindicato. O Sinaltrainal, sindicato que representa 2,3 miltrabalhadores da área de alimentos da Colômbia, acusa aCoca-Cola de responsabilidade indireta na morte de IsidroSegundo Gil, que foi assassinado a tiros na entrada de umaengarrafadora. O sindicato alega que Gil foi morto porparamilitares a pedido dos donos da engarrafadora. De acordo osindicato, são pedidos milhões de dólares de indenização, mas aquantia não foi especificada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.