Cocaleiros abastecem traficantes, admite Evo

BOLÍVIA

, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2010 | 00h00

O presidente da Bolívia, Evo Morales, admitiu ontem pela primeira vez que os sindicatos de produtores de coca que ele dirige desviam parte de sua produção ao narcotráfico e aumentam seus cultivos da folha sem respeito aos acordos assinados. Evo disse que está "na consciência" dos camponeses que as cargas de coca que saem dos mercados primários não chegam aos mercados centrais, em alusão ao desvio para o narcotráfico. O presidente boliviano também criticou o fato de que, para aumentar sua produção, os cocaleiros cheguem a inscrever crianças como proprietárias de parte das terras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.