Cocaleiros bloqueiam importante estrada na Bolívia

Mais de uma centena de veículos foram forçados a parar a cerca de 40 km de La Paz por um bloqueio rodoviário do qual participavam 500 cocaleiros da região de Yungas, que se opõem à erradicação de seus cultivos. Uma comissão governamental anunciou que irá ao local para negociar com os manifestantes. O bloqueio impede a circulação de veículos ao norte e sul de Yungas e Caranavi, duas das principais zonas turísticas da Bolívia e importantes centros de produção agropecuária.O governo atribuiu o conflito à disputa entre cocaleiros da região pelo mercado de coca, já que os camponeses de Caranavi obtiveram a promessa oficial de autorização para a abertura de um novo mercado do produto na região. Nessa área indígena, já existe permissão oficial para o cultivo da planta até uma área de 12 mil hectares, para uso alimentício e medicinal. O governo assegura que a área efetivamente plantada já é o dobro da permitida. As autoridades prometeram uma compensação econômica para os camponeses que voluntariamente se submetam à erradicação da coca.

Agencia Estado,

27 de julho de 2004 | 18h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.