Código secreto evitou mais mortes em Winnenden

Um código secreto acertado entre professores da Albertville Realschule em 2002 teria evitado mais mortes em Winnenden. Segundo o jornal alemão "Bild", há sete anos, após um atirador matar 16 estudantes na cidade de Erfurt, no leste do país, os professores da escola teriam definido uma expressão para alertar a todos caso algo semelhante acontecesse na instituição.Na quarta-feira, após o adolescente Tim Kretschmer invadir a escola e começar a disparar, a frase "Frau Koma está chegando" ressoou pelas caixas de som espalhadas pelos corredores. "Nosso professor fechou a porta imediatamente e mandou que fechássemos as janelas e nos sentássemos no chão'', disse a estudante Kim S. à rede de televisão alemã ZDF.A expressão "Frau Koma" poderia ser interpretada como "Senhora Koma" por quem desconhecia o código. Lida ao contrário, porém, também é bastante semelhante a "Amoklauf", que em alemão significa "assassinatos em massa". Apesar da revelação do jornal "Bild" e dos testemunhos de estudantes, a polícia de Baden-Wurttemberg não esclareceu se o código era empregado apenas na Albertville Realschule ou se todas as escolas do país são instruídas a adotar uma estratégia de prevenção semelhante. O governo alemão, em Berlim, também não confirmou a existência de uma orientação nacional neste sentido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.