Cólera já matou 2.167 pessoas em Angola

A Organização Mundial da Saúde (OMS)divulgou um relatório nesta sexta-feira em Luanda em que afirma que 2.167 pessoasmorreram em Angola devido a uma epidemia de cólera que começou emfevereiro e que já contaminou 52.700 angolanos. A taxa de mortalidade foi de 7,3% e, segundo a OMS, só nasúltimas 24 horas foram registrados 41 novos casos e três mortes. A OMS compara estatisticamente no relatório as duas últimassemanas, identificando uma paulatina redução das infecções e da mortalidade. A província de Benguela é a que registrou mais mortes (523),seguida de Luanda (305), Cuanza Sul (259), Lunda Norte (245) e Malanje (235). A epidemia foi identificada no final de fevereiro no bairro de Boavista, em Luanda, onde seis pessoas morreram. O surto se espalhou sem controle pelas outras províncias do país. A doença, altamente contagiosa, se manifesta com fortes vômitos e diarréias que levam a uma desidratação grave e à possível morte do doente em poucas horas. A cólera é transmitida através de alimentoscontaminados e do contato direto com as fezes dos infectados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.