Cólera matou 85 na Somália desde abril, diz OMS

Uma epidemia de cólera já matou pelo menos 85 pessoas e infectou dezenas de outras na Somália desde abril, informou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS). Um porta-voz da OMS, Pieter Desloover, disse que Mogadiscio, Afgoye e Baidoa foram as cidades mais afetadas pela enfermidade. O hospital Banadir, na capital, registrou 85 mortes.

AE, Agência Estado

30 de maio de 2011 | 12h09

Desloover disse que a epidemia foi decretada em abril. Neste ano, já foram registrados 2.403 casos de diarreia aguda e cólera no país, a maioria em crianças menores de 5 anos. A agência advertiu que enfermidades originadas em águas paradas podem disseminar-se durante a temporada de chuvas.

A Somália sofre atualmente com uma seca e há poucas fontes de água limpa. A nação do Chifre da África não tem um governo funcional há duas décadas, além de possuir poucas instalações médicas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SomáliacóleramortesOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.