Colin Powell participa de homenagem a curdos no Iraque

O secretário de estado dos EUA, Colin Powell, participou nesta segunda-feira de uma cerimônia em Halabja, no Iraque, em memória dos cerca de 5 mil iraquianos curdos que foram assassinados por Saddam Hussein em 1988 por meio de armas químicas. Outros 10 mil curdos ficaram feridos na época. Powell falou a uma platéia de parentes de vítimas do ataque de 15 de março de 1988. ?Não posso dizer a vocês que Saddam Hussein era um tirano assassino - vocês sabem disso. O que eu posso dizer a vocês é que aquilo que aconteceu em 1988 não acontecerá novamente?, disse ele, que também dedicou um museu em Halabja às vítimas do ataque. O secretário de estado, que está em visita ao Iraque ocupado, recebeu de mulheres curdas vários buquês de flores. Na platéia, várias pessoas carregavam retratos de parentes que morreram no ataque químico de 15 anos atrás. Saddam Hussein atacou a região norte do Iraque, onde vivem os curdos, com gás sarin para se vingar do apoio dado pelo povo da região ao Irã durante a guerra Irã-Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.