Colômbia agradece Chávez por captura de guerrilheiro

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, agradeceu ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a captura de Nilson Terán Ferreira, suposto comandante da guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN) e sentenciado a uma pena de 40 anos de prisão na Colômbia por sequestro e morte de um fazendeiro.

AE, Agência Estado

28 de dezembro de 2010 | 16h55

Santos elogiou a "crescente colaboração" entre os dois países. Desde que assumiu a presidência em agosto, Santos tenta reduzir as tensões diplomáticas com Caracas, as quais foram alimentadas por seu antecessor, Álvaro Uribe, o qual acusava Caracas de abrigar guerrilheiros do ELN e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Santos disse que Ferreira foi capturado por forças venezuelanas e elogiou Chávez "por sua crescente colaboração em todas as frentes, incluído, como ficou demonstrado, o campo da segurança". As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.