Colômbia anuncia negociações de paz com as Farc

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse nesta terça-feira, em uma mensagem para o país, que o governo e os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) iniciaram contatos para tentar encerrar a violência. "Estão se desenvolvendo conversas preliminares com as Farc para buscar o fim do conflito", disse Santos.

AE, Agência Estado

28 de agosto de 2012 | 09h18

Os detalhes das negociações - como a agenda de temas e quem está participando - serão divulgados nos próximos dias, afirmou o presidente. Ele disse também que chefes da segunda maior guerrilha do país, o Exército de Libertação Nacional (ELN), sinalizaram que estariam dispostos a participar das conversas de paz.

Esta será a primeira vez desde 1998 que os insurgentes e o governo entrarão em contato. Na ocasião, a administração do presidente Andrés Pastrana começou negociações que, após quase quatro anos, fracassaram em meio a sequestros e ataques atribuídos às Farc.

"Vamos aprender com os erros do passado para não repeti-los. Qualquer processo tem que levar ao fim do conflito, não ao seu prolongamento. Serão mantidas as operações e presença militar em cada centímetro do território nacional", declarou Santos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarcnegociação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.