Colômbia e Farc chegam a acordo sobre entrada da guerrilha na política

Medida era o principal entrave às negociações de paz para pôr fim à guerra civil colombiana

06 de novembro de 2013 | 14h53

HAVANA - O governo da Colômbia e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia chegaram nesta quarta-feira, 6, a um acordo sobre a entrada do grupo na política, o segundo dos cinco pontos da agenda das negociações de paz que ocorrem há mais de um ano, intermediadas pelo governo cubano.

 

"Chegamos a um acordo fundamental sobre a participação política", informou um comunicado conjunto lido pelo diplomata cubano Rodolfo Benítez.

 

As discussões sobre a entrada da guerrilha na política duraram cinco meses. Ainda há quatro pontos pendentes na negociação para a deposição de armas no conflito, que começou em 1964. Ainda resta definir um acordo de compensação para as vítimas, um pacto de luta contra o narcotráfico e a deposição de armas, além de uma consulta popular para referendar um possível pacto de paz. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Col.ômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.