Colômbia extradita a 'rainha das anfetaminas'

Traficante estava na lista da Interpol das 10 mais procuradas do mundo.

BBC Brasil, BBC

07 de janeiro de 2011 | 23h45

Beatriz estava na lista da Interpol das 10 mais procuradas do mundo

O governo colombiano extraditou para os Estados Unidos nesta sexta-feira Beatriz Elena Henao, que estava na lista da Interpol das 10 mulheres mais procuradas do mundo.

Conhecida como a 'rainha das anfetaminas', Beatriz agora será julgada pela corte de Nova York por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Ela é acusada de enviar grandes quantidades de anfetamina para os EUA, Espanha e Holanda.

Segundo a polícia colombiana, o fato de Beatriz falar inglês, alemão e holandês, além do espanhol, facilitava suas transações no mercado internacional de drogas. Ela teria vendido mais de 300 mil unidades da droga.

A colombiana, que tem 45 anos e é formada em ciência política, é considerada o contato internacional do cartel de drogas liderado por Javier Antonio e Luis Enrique Calle Serna, conhecidos como os irmãos Comba.

Segundo a rádio colombiana Caracol, os dois filhos de Beatriz também estão presos - um na Espanha, por homicídio, e outro na Holanda, por tráfico de drogas.

O governo informou que 168 colombianos foram extraditados para os EUA no ano passado, sendo a grande maioria (148) por tráfico de drogas, segundo o jornal El Tiempo. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
geralcolombiatraficoanfetamina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.