Colômbia: General nega divisão sobre negociação de paz

O general Juan Pablo Rodríguez, comandante do exército colombiano, desmentiu nesta terça-feira versões segundo as quais os militares do país estariam divididos em relação às negociações de paz entre o governo do presidente Juan Manuel Santos e o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

AE, Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 13h01

"Nosso exército é coeso, um exército comprometido com a segurança de todos os colombianos. Nós em nenhum momento seremos um obstáculo à paz. A paz é a vitória", declarou o general. "Como comandante do exército, não estou de acordo com a afirmação de que o exército esteja dividido. Vejo um exército coeso, comprometido, fazendo sacrifícios todo santo dia", prosseguiu ele em entrevista à Rádio Caracol.

Os comentários do comandante militar colombiano vêm à tona alguns dias depois de a revista Semana ter publicado reportagem denunciando que o exército teria espionado os representantes da delegação do governo nas negociações com as Farc. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaFarc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.