Colômbia põe 2 mil homens para achar turistas

Cerca de dois mil policiais e soldados colombianos estão no quarto dia de buscas pelos oito turistas estrangeiros seqüestrados na sexta-feira no norte do país. As buscas ainda não deram nenhum resultado. Além dos homens, heicópteros e aviões militares são usados na procura. Os turistas seqüestrados são quatro israelenses, dois britânicos, um espanhol e uma mulher alemã. O exército colombiano não vê necessidade de pedir ajuda internacional para resgatar os reféns. Segundo um general envolvido na operação, ações na selva são a especialidade das forças armadas do país. Embora não haja provas, acredita-se que as Farc sejam as responsáveis pelo seqüestro. A guerrilha é autora da maior parte dos 3 mil seqüestros feitos por ano na Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.