Colômbia prende líder das Farc procurado pelos EUA

Alexandre Beltran, um dos líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), foi capturado pela polícia do país, informou hoje o ministro da Defesa, Rodrigo Rivera. Beltran é procurado nos Estados Unidos por seu envolvimento no sequestro de três norte-americanos. Ele foi capturado na cidade portuária de Cartagena, mil quilômetros ao norte da capital Bogotá. Rivera disse à rádio Caracol que ele "deve ser entregue às autoridades norte-americanas".

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 17h08

Beltran, mais conhecido como Rodrigo Pirinolo, é acusado de sequestrar três empreiteiros norte-americanos em 2003 e de mantê-los como reféns até o resgate, em julho de 2008, na mesma operação em que a política franco-colombiana Ingrid Betancourt e 11 soldados e policiais colombianos foram libertados.

Ele é acusado de vários homicídios e de atos de terrorismo. Beltran foi indiciado por essas acusações num tribunal norte-americano em dezembro do ano passado. Ainda não foi determinada a data em que ele será entregue às autoridades dos Estados Unidos.

Os três empreiteiros, Marc Gonsalves, Keith Stansell e Thomas Howes (funcionários da Northrop Grunman Corp.) ficaram nas mãos das Farc depois que o avião no qual viajavam caiu no território dos rebeldes, na floresta.

As Farc sofreram vários golpes nos últimos anos depois que Raul Reyes, o segundo homem no comando da guerrilha, foi morto por forças colombianas em março de 2008. Desde então, outros importantes comandantes foram mortos ou capturados. O grupo, em guerra contra o governo colombiano desde 1964, reúne entre 7 mil e 11 mil combatentes e mantém pelo menos 16 soldados e policiais como reféns. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.