Colômbia prende mais 3 parlamentares em escândalo paramilitar

Mais três congressistas colombianosforam presos na segunda-feira por suspeita de ligação comparamilitares -- já são 26 o número de legisladores envolvidos,segundo a Corte Suprema. Os deputados Miguel Pinedo Vidal e Alonso Ramírez Torres,do Partido Cambio Radical, foram presos na cidade de SantaMarta (norte). Já o senador Luis Fernando Velasco, do PartidoLiberal, se entregou em Bogotá. A maioria dos parlamentares presos e os mais de 20 aindainvestigados pertencem a partidos governistas, mas o escândalonão afeta a popularidade do presidente Álvaro Uribe, queatingiu 82 por cento em março. Em nível internacional, porém, aimagem da Colômbia sai arranhada. Nos Estados Unidos, em parte por causa do escândalo, abancada democrata é contra a aprovação de um Tratado deLivre-Comércio com a Colômbia e da manutenção da ajuda militarpara o combate ao narcotráfico e a guerrilhas esquerdistas. (Por Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.