Rupak de Chowdhuri/Reuters
Rupak de Chowdhuri/Reuters

Colômbia quer compartilhar cinzas de García Márquez com México

Restos podem ser divididos entre os dois países; família vai definir o destino

AE-AP, Agência Estado

19 de abril de 2014 | 16h46

Ainda não está decidido o local em que ficarão as cinzas do escritor e vencedor do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez, falecido na última quinta-feira. Pode ser que a escolha seja o México, onde ele viveu por décadas, sua terra natal na Colômbia ou talvez ambos os lugares.

O embaixador colombiano no México, José Gabriel Ortiz, disse que a decisão depende completamente da família, que até o momento não revelou qualquer preferência. Ele afirmou que os colombianos gostariam que as cinzas fossem divididas entre México e Colômbia. Ortiz observou que, embora Gabriel García Márquez tenha escrito muitas de suas obras no México, "ele nunca deixou de ser colombiano".

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, confirmou em seu Twitter neste sábado que participará de cerimônia na Cidade do México na segunda-feira, em homenagem ao homem que ele classifica como "o maior colombiano de todos". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
MÉXICOGABRIEL GARCÍA MÁRQUEZCINZAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.