Colômbia: Santos destitui comandante militar

O governo da Colômbia destituiu nesta terça-feira o comandante das Forças Armadas, o general Leonardo Barrero, depois da divulgação de uma gravação em que ele usou termos desrespeitosos para se referir ao Ministério Público que investiga oficiais acusados de violações dos direitos humanos.

AE, Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 20h25

"Considerei adequado e necessário fazer uma mudança na cúpula militar", declarou o presidente Juan Manuel Santos.

A saída de Barrero ocorre após denúncias de corrupção em processos de licitação no Exército e de escutas ilegais de comunicações da delegação do governo nas negociações de paz com o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), embora Santos negue que a decisão tenha qualquer relação com esses casos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaescândaloForças Armadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.