Colômbia tem 177 prefeitos ameaçados pela violência

Dos 1.099 prefeitos da Colômbia, 177 estão ameaçados, revelou na sexta-feira, 2, o presidente da Federação Colombiana de Municípios, Gilberto Toro, apresentando um relatório de sua entidade segundo o qual os departamentos do noroeste do país registram o maior número de ameaças.As intimidações vêm da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), de grupos paramilitares e de criminosos comuns, explicou Toro.O estudo revela, além disso, que as Farc têm influência em 75% do país. A situação põe em risco prefeitos de 24 dos 32 departamentos.Gilberto Toro revelou também que 220 municípios correm risco de sabotagens e intimidações durante as eleições de outubro para governadores e prefeitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.