Colômbia vê "com bons olhos" reunião Farc-ONU no Brasil

A chanceler colombiana, Carolina Barco, afirmou que seu governo vê "com bons olhos" a intenção da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) de se aproximar das Nações Unidas, e disse que o Brasil exerceria um papel "muito útil" se abrigasse o encontro. Segundo Barco, o tema da possível reunião, no Brasil, entre representantes da ONU e das Farc deverá ser discutido no dia 16, no encontro entre o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, e o colombiano, Álvaro Uribe."O Brasil sempre expressou seu interesse de apoiar o governo da Colômbia e logicamente este será um dos temas tratados (pelos dois líderes durante a visita do brasileiro)", afirmou Barco. A chanceler disse também que, de qualquer maneira, o governo insistirá no fato de que as negociações Farc-ONU ocorram no marco de um cessar-fogo dos rebeldes.Deverão participar do possível encontro o comandante rebelde Raúl Reyes, do lado das Farc, e, provavelmente, James LeMoynem, que é o delegado especial para o conflito colombiano, pelo lado da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.