Colombianos celebram Dia do Orgulho LGBT nas ruas do centro de Bogotá

Participantes do evento reivindicaram seus direitos, apoiaram as negociações de paz do governo com as Farc e protestaram contra a discriminação sexual

O Estado de S.Paulo

04 Julho 2016 | 10h13

BOGOTÁ - Centenas de pessoas marcharam no domingo pelas ruas do centro de Bogotá para comemorar o Dia do Orgulho LGBT, no qual reivindicaram seus direitos, apoiaram a paz e protestaram contra a discriminação sexual.

O evento começou pouco depois do meio-dia no Parque Nacional e chegou à Praça de Bolívar, no coração de Bogotá, em meio a danças e muita música.

Os participantes, alguns usando asas de borboleta e roupas super coloridas, gritaram palavras de ordem contra o ex-presidente colombiano e atual senador, Álvaro Uribe. O público também pediu paz e enalteceu o processo de diálogo entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em Cuba.

"Espero que essa tenha sido a maior Parada LGBT que já aconteceu porque temos muito que agradecer ao movimento em prol da igualdade na Colômbia", disse Ana María Ruiz, que participou da comemoração.

Já Miguel Rueda, psicólogo que trabalha com um coletivo LGBT, afirmou que a comunidade é "parte fundamental da Colômbia", e defendeu o acordo de paz que o governo e a guerrilha negociam.

Segundo a Integração Social, entidade da Prefeitura de Bogotá, sete em cada dez integrantes da comunidade LGBT que moram na cidade já foram vítimas de discriminação ou violação de seus direitos. /EFE

Veja abaixo: Ex-presidente Uribe critica acordo na Colômbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.