Colonos comparam retirada de Gaza ao nazismo

Colonos judeus na Faixa de Gaza puseram em suas roupas uma Estrela de Davi laranja, que recorda a identificação forçada imposta aos judeus durante o regime nazista, em protesto contra o plano de retirada de Israel da região, impulsionado pelo primeiro-ministro Ariel Sharon. A iniciativa foi lançada por Ita e Moshe Frieman, da colônia de Ganey Tal, filhos de judeus que sobreviveram aos campos de concentração da Segunda Guerra Mundial. "Desde jovens perguntamos a nossos pais por que não se rebelaram, por que os judeus foram sem relutar, como um rebanho, ao matadouro", disseram. "Agora as coisas se inverteram e são nossos idosos que nos dizem que nunca os colonos de Gaza devem aceitar ser atingidos por foguetes palestinos e em seguida retirados de suas casas", acrescentaram. A fotografia de Ita e Moshe Frieman com a Estrela de Davi laranja, que será distribuída entre os colonos da Faixa de Gaza, foi publicada nas primeiras páginas dos jornais israelenses. O Museu do Holocausto Yad Va-Shem, de Jerusalém, advertiu em um comunicado que "o uso do Holocausto na política interna é irresponsável e contribui para diminuir sua importância histórica".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.