Colonos ignoram posição dos EUA

Um dia após o presidente dos EUA, Barack Obama, defender ao lado do premiê israelense, Binyamin Bibi Netanyahu, o congelamento da ocupação na Cisjordânia, colonos de Israel reafirmaram que continuarão a construir assentamentos no território palestino. Em Washington, Bibi havia mantido silêncio sobre o crescimento da ocupação. "Temos forte apoio no Parlamento", disse Dani Dayan, líder de uma das principais organizações de defesa dos colonos. Segundo ele, caso Bibi ceda às pressões de Obama, a maioria direitista do Legislativo retirará seu apoio ao premiê. Dayan disse que a mudança de planos na Cisjordânia deve ser precedida pelo "fim do terror palestino".

AP, O Estadao de S.Paulo

20 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.