Colonos judeus prometem lutar contra ordem de remoção

Colonos judeus juraram que lutarão contra uma ordem do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, para que as colônias ilegais da Cisjordânia sejam removidas. Sharon assinou ontem uma ordem de desmantelamento, uma ação que o ministro da Justiça classificou de "alentadora", embora represente apenas o início do que deveria ser uma ação de envergadura para eliminar os assentamentos provisórios.De acordo com o plano de paz apoiado pelos Estados Unidos, Israel deveria desmantelar mais de 100 postos avançados na Cisjordânia, mas até o momento não cumpriu tal obrigação.Oren Brund, representante da colônia Guinot Arie, disse hoje que 10 famílias que vivem ali entrarão com recurso na Corte Suprema de Israel contra a decisão do premier. Segundo ele, "milhares de pessoas se dirigirão ao local e não sairão (...) e haverá um choque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.