Colonos judeus protestam contra Bush

Cerca de mil colonos judeus realizaram nesta quarta-feira uma manifestação em frente ao consulado dos Estados Unidos em Jerusalém para protestar contra as pressões exercidas por Washington para que Israel se retire dos territórios ocupados.Os manifestantes portavam cartazes onde se lia "(George W.) Bush vende o sangue judeu em troca de petróleo árabe". Mais tarde, uma dezena de militantes de extrema-direita tentou ingressar no Hotel Rei Davi, também em Jerusalém, onde era realizada uma reunião entre o enviado norte-americano para o Oriente Médio, Antonhy Zinni, e dirigentes palestinos.Não se sabe como terminou este protesto. A manifestação diante do consulado dos EUA foi convocada por representantes dos colonos judeus na Cisjordânia. Atrás do palanque onde discursaram vários colonos, havia um cartaz com as fotos de Yasser Arafat e Osama bin Laden."O governo israelense não faz nada além de aplicar a doutrina defendida por Bush, ou seja, erradicar o terrorismo", afirmou Norman Balustein, um israelense de origem norte-americana que perdeu sua mulher em um atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.