Jose Castañares / AFP
Jose Castañares / AFP

Coluna de cinzas do vulcão Popocatépetl alcança 3 km de altura no México

Explosão lançou material incandescente a uma distância de 2 km; ventos levaram cinzas à região onde estão localizadas as cidades de Puebla e Tlaxcala

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de março de 2019 | 06h10

CIDADE DO MÉXICO - O vulcão Popocatépetl registrou nesta quinta-feira, 28, uma explosão seguida de uma coluna de cinzas que alcançou 3 km de altura e lançou material incandescente a uma distância de 2 km, de acordo com informações das autoridades do México.

A explosão e a emissão das cinzas ocorreram às 19h48 (22h48 em Brasília), no meio de um dia intenso de atividade vulcânica que começou às 6h50 (9h50 em Brasília) e teve 61 exalações, explicou em um relatório o Centro Nacional de Prevenção de Desastres do México (Cenapred).

Além disso, foi observada a saída de fragmentos incandescentes até uma distância de 2 km sobre os flancos do vulcão, afirmou o órgão.

A coluna de cinzas alcançou uma altura de 3 km e os ventos a levaram para o sudeste, onde estão localizadas as cidades de Puebla e Tlaxcala.

O Cenapred recomendou que as pessoas não se aproximem do vulcão, especialmente de sua cratera, em razão do risco da queda de materiais incandescentes. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
vulcãoMéxico [América do Norte]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.