Colunista diz que príncipe Harry é ?vergonha nacional?

Um porta-voz da família real britânica defendeu nesta sexta-feira o príncipe Harry em uma carta escrita em resposta a uma colunista de um tablóide que qualificou o filho mais novo do príncipe Charles como uma "vergonha nacional". Carol Sarler, do The Daily Express, usou centenas de palavras de sua coluna para criticar o príncipe, que tem viajado pela Austrália e pela África desde junho último, quando concluiu os estudos em Eton. Ela ridicularizou a passagem de Harry pela Austrália, fazendo piadas sobre seu comportamento durante jogos de rugby. Sobre a viagem à África, Sarler escreveu que o príncipe "optou por passar oito semanas em partes interessantes do continente, onde ele relutantemente aceitou passar parte da viagem olhando para pessoas pobres". De acordo com ela, "dizer que o príncipe Harry é uma vergonha nacional é notícia velha". Hoje, o The Daily Express publicou uma carta de Paddy Harverson, secretário de Imprensa do príncipe Charles, qualificando a coluna de Sarler como "terrivelmente injusta e mal informada". O jornal publicou a carta sem comentá-la. "Durante a visita à Austrália, Harry passou mais de dois terços de seu tempo trabalhando em fazendas de gado", escreveu o porta-voz. Há uma semana, Harry iniciou uma estada de dois meses no Lesoto, um pequeno reinado no sul da África que vem sofrendo com uma grave seca. Segundo Harverson, o príncipe insistiu para trabalhar em projetos em favor de crianças carentes, e não em visitas a autoridades. O príncipe Harry optou pela carreira militar e deverá ingressar na academia de Sandhurst assim que terminar sua viagem de dois meses à África.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.