Erik S, Lesser/EFE
Erik S, Lesser/EFE

Com mais de 45 mil casos do novo coronavírus, Estados Unidos batem recorde diário de contágios

Flórida, Texas, Califórnia e Arizona são responsáveis por quase metade das novas infecções em todo o país

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2020 | 02h37

WASHINGTON - Os Estados Unidos quebraram o recorde diário de infecções pelo novo coronavírus nesta sexta-feira, com 45.330 casos, o que elevou o total no país, desde o início da pandemia, para 2.462.057, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Já o número total de mortes subiu para 124.978, com 574 registradas no dia. Além dessas, também entraram no cálculo outras 1.854 suspeitas de terem ocorrido por covid-19 em Nova Jersey e que foram relatadas pelo Estado.

Os EUA bateram o recorde em parte graças a um aumento do ritmo de casos em estados do sul e do oeste como Flórida, Texas, Califórnia e Arizona, que juntos são responsáveis por quase metade das novas infecções em todo o país.

Nova York, entretanto, continua como o estado mais afetado do país pelo coronavírus, com 391.220 casos confirmados e 31.342 mortes, sendo que somente na cidade de Nova York, 22.421 pessoas morreram.

Nova Jersey é o segundo estado com mais mortes por covid-19 (14.914), seguido por Massachusetts (8.012) e Illinois (6.847).

O número provisório de mortes - 124.978 - já ultrapassou as estimativas iniciais da Casa Branca, que projetava, na melhor das hipóteses, de 100.000 a 240.000 mortes devido à pandemia.

Já o presidente Donald Trump chegou a dizer que o número final seria de 50.000 a 60.000 mortes, mas depois se retificou e previu até 110.000 mortes, um número que também foi ultrapassado.

Por sua vez, o Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington (IHME), cujos modelos de previsão da evolução da pandemia são frequentemente utilizados pela Casa Branca, estima que o país chegará a outubro com cerca de 180.000 mortes./EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.