Sergio Flores/Washington Post
Sergio Flores/Washington Post

Com mais de nove milhões de votos antecipados, Texas supera participação de 2016

Aumento foi impulsionado por uma enorme participação em áreas urbanas democratas e por um salto significativo de eleitores em ambientes rurais tradicionalmente republicanos

Glenn Thrush, New York Times

30 de outubro de 2020 | 12h45

O Texas, um Estado disputado em 2020 e que já foi considerado fácil para os republicanos, está quebrando os recordes de participação, com o número de cédulas pessoais e pelo correio agora excedendo o número total de votos dados na eleição de 2016.  

O gabinete do secretário do Texas informou na manhã de sexta-feira, 30 - último dia para votação antecipada no Estado -, que 9.009.850 pessoas já haviam votado pelo correio, depositado cédulas em urnas ou compareceram aos locais de votação. Quatro anos atrás, um recorde de 8.969.226 texanos votaram na eleição. 

É o primeiro Estado a alcançar o feito. O aumento no Texas foi impulsionado por uma enorme participação em áreas urbanas, que tendem a ser democratas, mas os condados rurais que tradicionalmente votam nos republicanos também viram um salto significativo na votação.

As pesquisas mostram um cenário de empate no Estado, com uma pequena vantagem para o presidente Trump.

Embora a companheira de chapa de Joe Biden, a senadora Kamala Harris, esteja avançando tardiamente no Estado hoje, com visitas a Houston, McAllen e Fort Worth, a campanha de Biden não investiu muito tempo ou dinheiro, argumentando que é um mau investimento: o Texas tem vários mercados de mídia caros e não é uma parada essencial no caminho de Biden para 270 votos eleitorais.

Os padrões de votação antecipada, especialmente em grandes cidades como San Antonio e Austin, sugerem que a dinâmica da corrida é menos parecida com a de 2016, quando Trump venceu por 9 pontos percentuais, do que com as médias de 2018, quando o senador Ted Cruz, um republicano, derrotou por pouco o deputado Beto O'Rourke, um democrata.

“Não há dúvida de que é uma corrida real”, disse Cruz recentemente.

O aumento no comparecimento ocorre apesar do fato de o governador do Texas, Greg Abbott, aliado de Trump, ter limitado o número de caixas de coleta a uma por condado, uma ordem que beneficia muito condados de baixa população onde predominam os republicanos.

O limite da caixa suspensa foi compensado por grandes novos investimentos em infraestrutura eleitoral no Condado de Harris e em outros lugares. Funcionários do condado de Harris abriram 10 locais de votação drive-thru em todo o condado, lutando contra um esforço do Partido Republicano do Estado para fechá-los. Uma ação separada do governador, estendendo o período de votação antecipada em todo o Estado em seis dias, também contribuiu para os aumentos.

Em meio à pandemia de coronavírus e uma das corridas presidenciais mais duramente contestadas da história do país, o comparecimento às votações antecipadas tem sido enorme em todo o país. Até a manhã de sexta-feira, mais de 83 milhões de votos foram lançados, representando mais de 60% do total de votos lançados quatro anos atrás, de acordo com o apartidário U.S. Elections Project.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.