Drew Angerer/Getty Images
Drew Angerer/Getty Images

Com míssil norte-coreano, mundo fica 'perto da guerra', diz embaixadora americana na ONU

Nikki Haley falou em reunião de emergência do Conselho de Segurança que, se houver confronto, a Coreia do Norte "vai ser completamente destruída".

O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2017 | 21h16

A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse nesta quarta-feira, dia 29, que o lançamento do míssil intercontinental feito pela Coreia do Norte deixa o mundo “mais perto da guerra”. Haley falou durante a reunião de emergência do Conselho de Segurança. Segundo ela, se houver confronto, a Coreia do Norte vai ser “completamente destruída”.

China expressa 'profunda preocupação' após míssil da Coreia do Norte

"Nós nunca buscamos uma guerra com a Coreia do Norte, e até hoje não buscamos. Se a guerra vier, será por causa de seus atos contínuos de agressão como o que testemunhamos ontem", disse Haley na ONU. "Se a guerra vier, não tenha dúvidas de que o regime norte-coreano será totalmente destruído", acrescentou.

Haley também pediu que todos os países cortem relações com a Coreia do Norte. A reunião do Conselho de Segurança desta quarta ocorre após pedido de uma reunião de emergência feito pelos Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.