Giuseppe Cacace/AFP
Giuseppe Cacace/AFP

Com vacinação acelerada, Dubai aposta na piscina mais funda do mundo pra atrair turistas

Com suas portas abertas para visitantes internacionais desde julho de 2020, a cidade exibe regularmente novas atrações faraônicas entre seus arranha-céus e ilhas artificiais

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2021 | 15h33

DUBAI - A cidade dos superlativos com a torre mais alta do mundo entre seus muitos recordes, Dubai tem agora a piscina mais funda do planeta. Uma verdadeira "cidade submersa" para os mergulhadores explorarem, a nova atração é lançada enquanto o emirado do Golfo tenta atrair novos turistas em meio à pandemia.

Com suas portas abertas para visitantes internacionais desde julho de 2020, a cidade exibe regularmente novas atrações faraônicas entre seus arranha-céus e ilhas artificiais.

“É uma piscina de 60 metros de profundidade, 15 metros a mais do que qualquer outra piscina do mundo e o dobro do tamanho”, disse Jarrod Jablonski, diretor da Deep Dive Dubai, que administra o projeto.

A piscina, que foi aberta ao público na quarta-feira e tem como tema uma cidade submersa, contém um volume de água equivalente a seis piscinas olímpicas, ou 14,6 milhões de litros, como explicou o diretor. A Guinness Academy confirmou esse novo recorde à agência France Presse.

Com luzes e música de fundo, a atração abriga dois habitats subaquáticos. Os mergulhadores podem explorar as profundezas de uma cidade perdida reconstruída, repleta de objetos da vida cotidiana e coberta por uma vegetação exuberante.

“Queríamos relembrar a herança do mergulho nos Emirados e da pesca de pérolas, daí o formato de ostra da estrutura externa", explicou o diretor, um cidadão americano. Uma sessão de uma hora custa entre 500 e 1.500 dirhams (cerca de US$ 140 - US$ 400).

Em 2019, Dubai recebeu mais de 16 milhões de turistas. Mas a pandemia, assim como em vários países, desferiu um duro golpe ao setor de turismo. 

Dubai gastou bilhões de dólares para organizar a Exposição Universal de 2020 e contava com o evento para atrair 25 milhões de turistas. Prevista para ter início em outubro, a feira internacional precisou ser adiada e o emirado espera agora encher-se de visitantes com a retomada do evento, no próximo mês de outubro. 

Há sete meses, Dubai mobiliza uma das mais rápidas campanhas de vacinação contra o coronavírus em todo o mundo. O mais populoso dos sete emirados que compõem os Emirados Árabes Unidos, até junho, Dubai havia vacinado com duas doses cerca de dois terços da população elegíel para a campanha de imunização contra a covid-19. 

A imunização em massa da população dos emirados teve início com a vacina Coronavac, desenvolvida pelo Grupo Farmacêutico Nacional da China (Sinopharm). Em seguida, foram adquiridas vacinas da Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca e então Sputnik V, produzida pela Rússia./AFP e REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.