Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Com visita de inspetores, Coréia do Norte deve retornar à AIEA

A Coréia do Norte manifestou sua intenção de retornar à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), informou nesta terça-feira, 20, a agência sul-coreana Yonhap. O retorno deve acontecer no início de abril, após o fechamento de sua usina nuclear de Yongbyon e a chegada dos inspetores. Ao mesmo tempo deverão chegar 50 mil toneladas de petróleo como parte da ajuda internacional prometida no acordo de 13 de fevereiro.Segundo fontes diplomáticas consultadas pela agência, o vice-ministro de Relações Exteriores norte-coreano, Kim Kye-gwan, anunciou a intenção de seu país de retornar à AIEA, quatro anos após expulsar os inspetores internacionais. Na época, os Estados Unidos acusaram a Coréia do Norte de manter um programa nuclear com fins militares.Kim, o negociador norte-coreano no diálogo nuclear, revelou a posição do seu governo na segunda-feira, 19, em Pequim, no primeiro dia da reunião entre as duas Coréias, EUA, Japão, Rússia e China, que será realizada até quarta-feira, 21.A Coréia do Norte tinha prometido seu retorno à AIEA em um comunicado conjunto adotado em setembro de 2005 em Pequim. Mas o acordo não foi aplicado devido às sanções financeiras impostas pelos Estados Unidos pouco depois.A AIEA tem como objetivo promover o uso pacífico da energia nuclear e o desencorajamento do uso para fins militares. Texto atualizado às 4h48

Agencia Estado,

20 de março de 2007 | 03h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.