Comandante da Guarda Revolucionária iraniana é morto pelos rebeldes

Autoridades do Irã e os rebeldes que tentam depor o ditador da Síria, Bashar Assad, afirmaram que um comandante da Guarda Revolucionária iraniana foi morto ontem pelos insurgentes no território sírio, na região de Zabadani, nas proximidades da fronteira com o Líbano. Segundo a Embaixada do Irã em Beirute, Hessam Khoshnevis morreu em um ataque de "grupos terroristas armados" quando viajava de Damasco para a capital libanesa. A representação iraniana no Líbano afirmou que o comandante coordenou a ajuda iraniana ao Líbano após a guerra entre o Hezbollah e Israel, em 2006. A Guarda Revolucionária confirmou o ataque, afirmando que Khoshnevis foi morto por "mercenários".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.