Comandante da guerrilha das Farc é latifundiário, diz revista

A revista colombiana Cambio acusou o líder supremo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marlanda, conhecido como "Tirofijo", de ser dono de uma fazenda de 80.000 hectares no estado de Huila. A revista disse que a acusação se baseia no testemunho de funcionários governamentais.Segundo a revista, a fazenda do máximo e veterano chefe guerrilheiro, de origem pobre e camponesa, encontra-se nas proximidades da zona desmilitarizada cedida pelo governo aos rebeldes.Funcionários do departamento de controle de enfermidades do gado disseram à revista que "Tirofijo" é dono de 120 reses afetadas por um surto de cabúnculo (uma doença contagiosa transmitida por bacilos) que se encontram na fazenda. Pela área que ocupa, a propriedade agrícola de "Tirofijo" pode valer centenas de milhares de dólares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.