Comandante diz que ex-presidente desafiou regime do Irã

O principal comandante da Guarda Revolucionária do Irã, Mohammad Ali Jafari, acusou o ex-presidente Mohammad Khatami e outros líderes reformistas de desafiarem o papel do líder supremo no país, o aiatolá Ali Khamenei. O ataque na prática leva a crer que o ex-presidente e os outros acusados são potenciais inimigos do regime islâmico e aumentam o risco deles serem punidos no país, controlado por autoridades conservadoras.

AE-AP, Agencia Estado

02 de setembro de 2009 | 12h44

Jafari disse que Khatami e seus aliados tentaram minar o líder supremo e encorajaram protestos após as contestadas eleições presidenciais de junho. As declarações de Jafari, veiculados hoje pela agência estatal Irna, foram as mais duras acusações feitas a Khatami desde os distúrbios eleitorais. No pleito, o presidente Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito, mas a oposição reclamou de fraudes generalizadas. Houve forte repressão aos protestos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.