Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Comandante dos EUA à caça de Saddam prefere vê-lo morto

O comandante americano queliderou o ataque ao esconderijo dos dois filhos de SaddamHusseim dois meses atrás disse que o ex-ditador iraquiano vaireceber uma chance para se render se for encontrado - masacrescentou que prefere vê-lo morto."A escolha será dele", garante o coronel Joe Anderson,comandante da 2ª Brigada da 101º Força Aerotransportada dosEstados Unidos em Mossul."Ele sempre terá a chance de se render", disse Anderson,embora tenha acrescentado que "pessoalmente? acredite que ?o mundo será melhor se eleestiver morto".Grupos de direitos humanos e muitos iraquianos gostariam devê-lo sendo julgado por crimes contra a humanidade, incluindo-se, aí, a morte de 4 milhões de pessoas durante os 34 anos de regime doPartido Baath. As tropas de Saddam usaram armas químicas paraeliminar, por exemplo, 5 mil curdos.Mas Anderson não vê necessidade de um julgamento do tipo. "O que obtivemos de positivo com o julgamento do (antigo líder sérvio Slobodan) Milosevic? É um circo. O que no final issoprova?", questionou. "Acho que ninguém no mundo duvida do que esse cara fez".Porém, muitos iraquianos - a maioria muçulmanos sunitas queamam Saddam - recusam-se a acreditar que o seu antigo presidentefoi responsável por massacres em massa, prisão de políticosdissidentes, tortura e limpeza étnica. Para eles, rumores sobre crimes de Saddam não passam depropaganda ocidental.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2003 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.