Comandantes querem mais tropas no Afeganistão, diz Gates

O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, disse nesta quarta-feira que os comandantes norte-americanos no Afeganistão recomendaram o aumento das tropas no país, com o objetivo de enfrentar um iminente aumento da violência taleban neste ano.Gates disse que o número de tropas norte-americanas que devem permanecer no Afeganistão este ano depende também das contribuições de outras nações que integram a coalizão liderada pelos EUA para estabilizar o país e evitar que o Taleban retome o poder.Durante a entrevista, ao se referir ao recente aumento dos ataques contra as tropas norte-americanas e aliadas, Gates disse que os EUA devem "manter a iniciativa" e não permitir que o Taleban se reagrupe.O secretário alegou ainda que a recomendação dos comandantes norte-americanos será discutida por um grupo de chefes militares, antes de ele decidir se encaminhará a proposta ao presidente George W. Bush.O general Peter Pace, chefe do grupo, não mencionou um eventual aumento de tropas. No entanto, ele disse que a idéia faz sentido e poderia, a curto prazo, desenvolver o trabalho desenvolvido no país.Segundo decalrações da senadora Hillary Clinton em emissoras de TV e rádio, "Os Estados Unidos deveriam cortar o número de tropas no Iraque e aumentar as Forças Americanas no Afeganistão".Hillary, uma provável candidata às eleições presidenciais de 2008, voltou a dar declarações sobre a política dos EUA após o senador Barack Obama, que vem ganhando popularidade dentro do Partido Democrata, apresentar os documentos de sua candidatura nesta terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.